quinta-feira, 2 de novembro de 2006

Adeus...


Por vezes temos que colocar a razão acima do coração e fazer não o que queremos mas o que devemos.
Este meu bixinho agora descansa no canteiro das flores da minha mãe, mesmo ao lado do meu cão ( que viveu comigo mais de 15 anos), onde ele tanto gostava de estar escondido nos dias de mais calor e correr atrás das borboletas...
Confesso que me custou imenso tomar a decisão, era uma parte de mim que ali estava e que eu adorava e continuo a adorar.
Senti na altura em que assinava o Termo de Responsabilidade que era a pessoa mais má, egoísta e sem sentimentos à face da Terra... ainda sinto. Muito dificílmente vou conseguir esquecer o miar de aflito dele quando se viu fechado no consultório com os 2 veterinários... era como se grita-se por mim! Eu adorava aquele gato acima de muita coisa que possuo, mesmo acima de pessoas... acompanhou-me em muitos momentos tristes e alegres, compreendia-me, falava comigo... "aquilo não é um gato" como dizia a minha amiga Mónica... e não era, ele era mais uma pessoa que um simples animal!
Mas nada mais podia ser feito, e dia para dia ele sufocava mais... acabaria por morrer sufocado e num sofrimento que nem eu quero imaginar! Foi melhor assim, é como tenho que pensar!

Nestes últimos meses tenho passado por decisões muito difíceis na minha vida e agora simplesmente uma parte da minha vida desapareceu de um dia para o outro! Acordo como se vive-se noutro mundo completamente diferente... as coisas que me acompanharam durante anos já não se encontram comigo e é como se a vida quisesse que eu começa-se tudo de novo!

E eu estou aqui à espera e de braços abertos para o que der o vier!

Agora lá em casa sou só eu e o Kiko, o bobo da corte! Daqui a 2 meses vamos voltar ao veterinário para fazer exames ao sangue... talvez passar por tudo de novo...

10 comentários:

o cantinho da lili disse...

oi...fico muito triste ao saber o k aconteceu ao teu gatito lord,e fazes muito bem em seguir em frente com a tua vida.eu sei pelo k passas e acredito k essa decisão k tiveste k tomar foi msm muito dificil,pk termos k tomar essa decisão por "alguem" k faz parte da nossa vida e vermo-nos, de um momento po outro sem esse alguem,é dificil (tb convivi com a minha lassie durante 14 anos,e tb tive k tomar essa decisão,pk ela tava numa agonia tal,k era msm o melhor pa ela e sei k ela agora ta bem melhor)!! mas não há nd que nao se ultrapasse, e atira-te ao cantinho dos miaus,sp ajuda-te a passar melhor os dias!!
beijinhos
fica bem

Fazendo Crochê disse...

Oi querida...o q dizer?! nem eu mesma sei...a perda é muito dolorosa seja lá do q for...mas Deus sabe o q faz...fique bem!
Com carinho
Vânia

Sandra disse...

Olá Gabriela! sinto muito pelo seu gatinho... mas agora ele não sofre mais... e a dor da perda demora pra passar... mais um dia passa e só ficará as boas recordações do seu gatinho... bjos... Sandra

claudia disse...

Oi amiga!
Às vezes temos que tomar decisões tristes... sinto muito o que aconteceu com o teu gatinho.
Também já passei por isso, é triste parte quando um amigo de que gostamos muito.
Força amiga!
Beijinho, Cláudia

Flores as Cores disse...

Oi, Eu sei que custa muito. Mas com o tempo vais superar a dor.
Também tive um gato que era tudo para mim. Um dia comeu um rato envenenado. O veterinário não deu muita importancia à coisa, e quando deu já foi tarde. Sofreu durante alguns dias e acabou por falecer. Custou-me mesmo muito. Sempre que me lembro dele vêm-me as lágrimas aos olhos, mas é a vida. É como as pessoas, não estão cá para sempre.
Hoje tenho outro bichano, e o que mais me custa é pensar que lhe pode acontecer alguma coisa.
Pensa nos momentos bons que ele te deu, e continua a mimar o gatão que ainda tens.

Beijos Grandes
Carla Lopes

Mirian disse...

OI Gabriela! Muito triste.....mas a vida continua....e precisamos ser fortes pra recomeçar!
bjos e fique bem!

Regina disse...

Vc não me conhece, achei vc por acaso, procurando coisas de croche.

Querida não fique triste, li seu
relato, eu sinto muito, tenho muito medo de passar por isso tb tenho um gatinho, muito brincalhão, ele já teve entre a vida e a morte com broblemas urinarios e erro médico , agora o nosso veterinario e ótimo .se te alegrar passa lá no blog dele é lordgatinho.blog.terra.com.br
bjos. Regina

asminhasbijuterias disse...

ola já senti essa mesma dor quando perdi o meu amigo (gatinho) doeu mt e apesar de saber que ele já tinha partido á noite esperava que ele de repente subisse para a cama para dormir-mos juntinhos como todas as noites, chorei mts dias e durante algum tempo sempre que o recordava chorava, hoje já lá vão alguns anos mais de 5 e continuo a recordar-me mt dele só que agora ja nao choro mas sorrio a pensar nele e a contar os momentos felizes que vivemos. mas hoje voltei a chorar pelo teu e o meu amigo. bjs

Ivy's Creations Crochet disse...

Eu acessei seu Blog e nunca esperaria encontrar um relato tào doloroso como este... Eu nào cheguei chorar enqto lia, mas engolí a seco as lágrimas p/ realmente elas não rlarem... Imagino o q vc passu... Imagino ainda o q seu amigo passou... Eu sou mãe de três bb's, são três cães, fico imaginando o dia deles... Afinald e contas, pela lógica, eu os verei morrer... Eu acho, não afirmo definitivamente, q teria feito o mesmo, mas vc não foi cruel... pois todos dizem q o bichimmm não sente nada né? Na verdade soa como um alívio o sussurro de adeus do nosso amado... Muita força p/ vc... Se vc acredita no cara lá de cima, tenha certeza q todos os bichinnn's deste mundo, estão lá com ele... Bjimmm no teu coração.

Ivy
ivyscreatiosncrochet@gmail.com
http://ivyscreationscrochet.spaces.live.com/

Gabriela disse...

P/Ivy,
Oi, já não lia este meu post há imenso tempo, me dá sempre uma dorzinha no coração!!
Eu acredido que foi o melhor..
Muito obrigado pelas suas palavras de carinho!
Adorei o seu site!
Beijo