terça-feira, 20 de novembro de 2007

O orgulho tem destas coisas

Vendem artesanato para ajudar animais


No dia em que Sofia Brás, 22 anos, se estreou como voluntária na Casa dos Gatos, da Associação Agir pelos Animais, em Coimbra, ficou chocada "Não fazia ideia de que faltava tudo: areia, ração, medicamentos". Por isso, decidiu usar a criatividade em prol dos gatos: fez porta-chaves e pregadeiras para venda e, com esse dinheiro, comprou comida, areia, remédios anti-pulgas. Como ela, há outras pessoas a criar e a vender artigos para ajudar associações que apoiam animais abandonados ou em risco. Sem reter uns cêntimos sequer para cobrir os gastos com materiais. Também Maria Joana Carmo, de 26 anos, faz carteiras, porta-moedas e outras peças, que envia à associação Bichanos do Porto, para que esta, posteriormente, as venda. "As pessoas estão fartas de comprar canetas e isqueiros para ajudar. Se pudermos vender coisas modernas, talvez adiram mais", defende. É com satisfação que relembra as primeiras peças que cedeu para ajudar os animais: "Foram duas carteiras e os 35 euros resultantes da venda deram para esterilizar uma gata". Clarifica: "Não tenho possibilidade de pagar uma esterilização no veterinário, por isso faço uma contribuição em géneros". Já Joana Pinho, de 24 anos, dedica-se à criação de bonecos em tecido e de t-shirts pintadas, cuja venda reverte, igualmente, a favor dos cães e gatos. A preocupação com os maus-tratos infligidos aos animais é comum às três raparigas. "Mais do que os carros, as pessoas são o maior perigo para os gatos que andam na rua. O problema não é só passarem fome e frio", sublinha Sofia Brás, com revolta na voz normalmente doce. Maria Carmo também se mostra afectada quando recorda que "fazem coisas macabras aos animais". Coisas como atropelar por prazer, abandonar ou atar a árvores para incendiar de seguida. Por vezes, ficam em tão mau estado, que "as associações de protecção, com poucos recursos, preferem pô-los a dormir". Maria - também conhecida como Juni Mingau, na Internet - remata, com alguma dureza: "Quem não está ligado a uma associação não imagina a brutalidade de que são vítimas certos animais, que não se podem defender". Sofia, Maria e Joana não poupam esforços para mudar as vidas dos animais recolhidos pelas associações protectoras. Nos blogs, que todas mantêm, exibem os produtos para venda e encontram forma de difundir a mensagem.

Http://pqelestbsentem.blogspot.com/ (Sofia Brás) Http://lojinhavirtualassociacaoagir.blogspot.com/ (Joana Pinto) Http://junimingau.blogspot.com/ (Maria Carmo)

Carina Fonseca

retirado do Jornal de Noticias de
Domingo, 18 de Novembro de 2007


Fico muito feliz quando leio destas noticias e vejo o nome de amigas aqui do Cantinho a lutar por uma causa tão nobre!!

Porque o pouco que se pode fazer é muito quando existem mais pessoas a fazer um pouco... pensem nisto.

Porque existe coisas que feitas produzem algo de muito bom, a inércia é um "calar" que consente o que de mal se vai fazendo pelo mundo contra os animais.

7 comentários:

Juni Mingau disse...

Muito obrigada pelas palavras :o)
Agora fui eu que fiquei com "pele de galinha" ;D
Beijinhos muito grandes com MUITAS saudades Juni***

Gabriela... disse...

hehehehe
É melhor deixarmo-nos disto senão ainda me dá vontade de chorar!
Um dia marcamos ai um lanchinho... quem sabe numa feira. A Sofia anda a ver se me convence.
Jinho enorme

anabela disse...

Agora já não estou em www.anabela-lunarte.blogspot.com ( já não conseguia postar, vá se lá saber porquê; a net ia sempre a baixo)

Estou em http://lunarte.blogs.iol.pt/

Bjs
Anabela

A Lojinha Virtual da Associação Agir pelos Animais disse...

Obrigada pelo apoio ;) e divulgação
muitos beijinhos
que a nossa luta continue e consigamos apelar mais pessoas para esta causa
joana pinto

Maria Salomé disse...

Minha querida amiga
Que linda ação, parabéns.
O amor é um bem maior, riqueza de valor para o coração, o amor é eficaz e alegrias trás ao coração.
Que seu fim de semana seja cheio de amor.
Beijos carinhosos
Salomé

Márcia Padilha disse...

O início de um hábito é como um fio invisível,
mas a cada vez que o repetimos o ato
reforça o fio,
acrescenta-lhe outro filamento,
até que se torna um enorme cabo,
e nos prende de forma irremediável,
no pensamento e ação...

Pense sempre positivo.
Pense sempre o melhor para si
e para os que o rodeiam.
Mentalize sempre saúde.
Lembre-se sempre das boas ações.
Viva planejando sempre o positivo
e não haverá lugar para coisas ruins...

Tenha uma linda semana.

Ruth Piancó disse...

Oi Gabriela, boa noite!!!
Fiquei lendo sua postagem e lembrando do meu gatinho, tenho tanta saudades do meu bichinho... não consigo nem acreditar que possam fazer maldades com estes bichinhos tão indefesos.
Agora estou cuidando de uns gatinhos que tem aqui no terreno ao lado do meu prédio, adaptei uma cordinha em uma vasilha que coloco ração para eles, quando abro a grade da area de serviço eles já ficam miando esperando, ah!!! como são lindos se morasse em uma casa garanto que já estariam todos bem hospedados, rsrsrs.
Beijinhos, quem ama os bichinhos tem Deus no coração.
Um feliz final de semana.

Ah! já ia me esquecendo adorei sua mala, e me deu uma ótima idéia de colocar EVA no fundo da minha, rsrsrs.