domingo, 9 de janeiro de 2011

Eles rosnam!

É normal nos dias que correm aqui por casa ouvir algum habitante a rosnar, até eu de vez em quando solto um sonoro rosnar cá do fundo quando alguém ou "algum" faz o que não devia.
Mas continuo a achar fascinante o rosnar deles, vulgo gatos.
Conheço-os um a um pelo rosnar, miar e até gritar de desespero.
A Mafalda quando rosna até se engasga, o Cascão rosna de uma maneira que parece um demónio... entranha-se o barulho que ele faz, a Margarida rosna como um leão alto, sonoro e assustador, o Ruca não rosna (é gay, o raio do gato), a Matilde rosna mas nada de especial prefere dar logo umas sapatadas do que avisar, o Noddy é muito raro ouvir rosnar ele prefere miar alto e bom som antes de atacar... o Bogas é hoje em dia o alvo do rosnar do resto do pessoal (nome provisório, tem mais uns quantos como: Bocas, Darth Vaden, Fedorento, Zacarias... again, e mais uns quantos).

Só não gosto de uma coisa, quando rosnam quando eu estou a dormir e pior quando rosnar na minha almofada...

Sem comentários: